• Amanda Delasta

O papel da empresa e da equipe na qualidade de vida no trabalho

Hoje em dia vivemos em um ritmo extremamente acelerado e o clima de alta competitividade presente no ambiente da maioria das empresas acaba por contribuir para o aumento das situações em que há o esgotamento, a insatisfação, o estresse, além do adoecimento psicológico e físico dos colaboradores.

O tema qualidade de vida se tornou muito mais frequente no cotidiano dos trabalhadores e organizações, pois cada vez mais é visto que a qualidade de vida no trabalho pode impactar positivamente no desempenho do trabalhador.

Segundo uma pesquisa realizada por Letycia Cardoso para o jornal Extra (2021),


o número de infelicidade no ambiente de trabalho é preocupante, pois 90% dos brasileiros não se sentem felizes no trabalho.

Pensando nessa porcentagem, devemos fazer alguns questionamentos: como as organizações podem repensar o seu ambiente de trabalho para a promoção da qualidade de vida? Devemos ir além desta pergunta e se questionar também se a culpa é toda do trabalho. Isso porque, quando o assunto é qualidade de vida no trabalho, conseguir isso é uma responsabilidade de ambos os lados.


Deste modo, devemos pensar em algumas maneiras em que empresa e colaborador deverão agir para que a qualidade de vida no trabalho se torne presente. É papel da empresa construir um bom ambiente organizacional, formar uma equipe unida e com trocas de experiências. Isso fará com que o trabalho em conjunto aconteça e a qualidade do serviço supere as expectativas. Tendo isso em vista, é importante que a empresa prese por uma boa integração, promova desenvolvimento pessoal, tenha uma boa prática de comunicação, entre outros fatores que fazem a diferença no ambiente de trabalho.


Já o papel do colaborador é de cuidar de sua saúde com práticas saudáveis na vida e no trabalho, trazendo para o seu dia a dia hábitos de autocuidado. Outro ponto importante é que o trabalho não deve ser a única prioridade em sua vida, ou seja, ampliar a rede de contatos para além do trabalho, realizar atividades e se conectar com familiares, espiritualidade e esportes são fundamentais e devem andar em uma “via de mão dupla” com o trabalho, já que períodos de maiores estresses e problemas podem ser mais bem enfrentados com esses suportes.


Sendo assim, a qualidade de vida no trabalho é importante para as pessoas e para que as empresas continuem ativas e em operação.

Tendo esse trabalho em conjunto, há uma melhora significativa na produtividade, atenção, motivação e reconhecimento pelo trabalho, fazendo com que colaborador e empresa fiquem satisfeitos com seus papeis.


Amanda Delasta

Psicóloga | CRP 06/178981

Assistente em Gestão de Pessoas da minds by fabri